Banco Personalizado

Uma solução inteligente para substituir a madeiral ilegal vem do plástico descartável como lixo. O material principal é o Polietileno de alta densidade, você encontra esse tipo de plástico em frasco de detergente, amaciante, água sanitária e outros….
A primeira etapa para a produção da madeira plástica é a coleta da matéria-prima: lixo plástico. Depois de coletado e limpo, o plástico é separado por gênero (branco e colorido). Essa separação acontece uma vez que existem dois tipos de perfil de madeira no mercado. Os perfis de cores claras utilizam o plástico branco e os perfis de cores escuras o plástico colorido. Em seguida, o plástico é lavado e moído, formando grânulos (pallets) e lavado novamente, caso seja necessário. A terceira etapa consiste no reprocessamento do plástico.
Os grânulos são levados para uma máquina chamada extrusora onde serão fundidos e homogeneizados. Existem diversos tipos e tamanhos de extrusora. Os pigmentos e as cargas são geralmente adicionados durante o processo de fundição, mas também podem ser colocados junto com os grânulos. A extrusora opera em variadas faixas de temperatura especificadas de acordo com o tipo de plástico utilizado.
O material que sai da extrusora passa por um sistema de refrigeração, e é puxado por um “puxador”, resultando na madeira plástica. Essa madeira é posteriormente cerrada, cortada, parafusada em móveis, bancos, decks, nas mais diversas aplicações. Um produto reciclado e reciclável.
É uma nova opção moderna e revolucionária, para substituir os bancos de madeira natural, na fabricação de moveis para exteriores, decks e toda linha jardim, minimizando o corte de árvores.
Vantagens do banco de madeira plástica: livres de manutenção, não soltam farpas, não absorvem umidade, não mofam, nem criam fungos. É imune a pragas e cupins. Garantia de 3 anos. Resistente ao sol, a chuva e maresia. Produto de primeira linha com durabilidade para seu ambiente.

Deixe uma resposta